Anúncios
Assinatura RSS

Arquivo da categoria: cristais de A a Z

Uma pequena enciclopédia sobre pedras e cristais

Rubi

Publicado em

Utilização: Favorece o amor e a beleza, além de garantir o sucesso.
O rubi é uma variedade da gema vermelha do coríndon. Provém do sânscrito kuruvinda, ou seja, “rubi”. A palavra também pode ter origem latina, rebeus.
Uma lenda no Sri-Lanka, relata que “as lágrimas de Buda teriam se transformado em rubis”; por isso, é uma gema sagrada para os budistas. Diz-se que Catarina de Aragão, a primeira rainha de Henrique VIII, teria sido advertida do seu declínio real pela perda da coloração do rubi que usava.
Desde o século XX, o rubi é produzido sinteticamente para as joalherias. A cor vermelha do rubi deu origem a crença de cura associada ao sangue.
O rubi favorece o amor, a beleza e garante o sucesso. Ele é a energia criativa dedicada aos aspectos mais elevados do Self-superior.

Anúncios

Quartzo-rosa

Publicado em

Utilização: Este quartzo é um excelente purificador de ambientes.
O quartzo tem este nome exatamente pela cor muito apreciada; é a mais amada pedra da Nova Era. Ele é constantemente associado ao amor, a ternura, a paz e a alegria. Cura as desilusões, traz calor e tranqüilidade aos que sofrem, além de oferecer alegria aos idosos.
Ele tem o poder de dissolver as cargas acumuladoras do coração, emanando uma boa energia que substitui as tristezas. Também é um ótimo purificador de ambientes. O quartzo-rosa representa a pedra fundamental do chackra (ponto de energia) do coração. Sua energia é essencial a auto-realização e a paz interior.
O propósito de quartzo-rosa é desenvolver o amor-próprio. Tem a capacidade de esclarecer as dúvidas para com os mais próximos; também aumenta o amor da família. Utilizado como ornamento especialmente na sala de estar, elimina os miasmas negativos que provocam brigas e discussões.

Quartzo-enfumaçado

Publicado em

Utilização: Este quartzo evita qualquer tipo de vampirização de energia.
Seu nome deriva exatamente da cor enfumaçada. Antigamente, todas as pedras escuras eram chamadas de morion. Considerada uma pedra sagrada desde os tempos dos druidas, conserva esta idéia ainda hoje na Escócia.
Os estudiosos esotéricos explicam que os atlantes, o teriam utilizado de forma errônea para a criação de novas raças, provocando o desaparecimento da Atlântida. É um cristal utilizado para limpar os órgão sexuais.
O quartzo-enfumaçado tem graus variados de tonalidades escuras. Este quartzo realça a profunda ligação com a terra e a preservação do meio ambiente. Também é usado para evitar a vulnerabilidade em absorver fluidos negativos. Protege contra a vampirização de energia.

Topázio

Publicado em

Utilização: Concede a nobreza da vida amorosa, além de proporcionar a esperança.
O topázio recebeu seu nome da fabulosa Ilha Vermelha de Topázios ou Topazin (ilha Zebeirget, no mar vermelho) que significa “buscar”. Em hindu, o topázio significa “fogo” e portanto, serve para energizar o corpo especialmente durante o sono.
As pessoas identificam o topázio tipicamente amarelo, mas a maioria é incolor. É um cristal duro. O topázio é associado às pessoas ricas.
É ideal para a motivação no trabalho ou no estudo, além de evitar qualquer tipo de doença transmissível. Foi usada por dois Papas (Clemente VI e Gregório II) para afastar a peste e por isso, aumentou a crença na eficácia dos poderes desta gema.
O topázio pode ser aplicado na meditação ou em sessões de cura para ativar os centros mais elevados de energia. Dá nobreza à vida sentimental.

Safira

Publicado em

Utilização: Chamada de “pedra da boa sorte do destino”, é associada ao mundo celeste.
A palavra safira vem do persa saffir, do árabe safir e do grego sapphiros (que significa amado de Saturno). A derivação inglesa é sapphire.
Associada ao mundo celeste, é considerada como “a pedra da boa sorte do destino”. A tradição judaica revela que as letras das leis que Deus concedeu à Moisés, foram feitas de safira. Já os persas, diziam que a safira foi feita das últimas gotas de amrita, o elixir da imortalidade.
Possuir uma safira traz boa sorte e protege a virtude. No século XII, o Papa Inocêncio III ordenou que todos os anéis dos Bispos contivessem essa pedra para que os clérigos resistissem às influências pouco harmoniosas. Depois, estendeu o uso para os Cardeais.
A safira é a pedra digna da realeza e se usada como pingente em um colar, defende contra todos os males.

Rutílio

Publicado em

Utilização: Tem o poder de afastar o medo e aliviar o sentimento negativo da depressão.
O rutílio também é chamado de “cabelo de donzela”, ou “pedra-cabelo-de-Vênus”. Afasta o medo e alivia a depressão. Também ajuda a retardar o envelhecimento.
Protege contra a sensação de vampirização quando alguém sente que suas energias foram absorvidas por outra pessoa, causando-lhe uma sensação de desânimo, cansaço etc. Ajuda na concentração e proporciona uma maior determinação.
Intensifica a energia sexual especialmente a masculina. É chamado também de “quartzo rutilado”, pois é uma variedade do quartzo que tem no seu interior, agulhas douradas de um mineral chamado rutílio.
Devido a sua cor, muitos comerciantes cobram um preço alto pelo quartzo, justificando que as agulhas douradas são, na verdade, fragmentos de ouro, o que não é verdade. O rutílio tem as propriedades de afastar o medo e aliviar a depressão.

Quartzo

Publicado em

Utilização: Quando colocado sobre o corpo, consegue dissolver os nós que bloqueiam o fluxo de energia.
Em latu sensu, a palavra "quartzo" está diretamente associada aos minerais com a mesma composição química da ametista, citrino, olho-de-tigre etc. O diamante sempre foi o mineral mais desejado e na falta deste, nos rituais sagrados, o quartzo era o seu substituto.
Doze por cento da crosta terrestre é formada por quartzo. Ele purifica os centros de energia do corpo e quando deixado ao lado da cama, proporciona maior clareza aos sonhos. Este mineral mostra o caminho da percepção e da harmonia..
Alguns quartzos tem no seu interior bolhas de água formadas pela hidrólise, ou seja, a reação da água sobre um composto de íons de hidrogênio. Quando colocado sobre o corpo, dissolve os nós que bloqueiam o fluxo da energia. Pode ser utilizado por pessoas que sofrem de "mania de limpeza".

Pirita

Publicado em

Utilização: Conhecida como a "pedra da sorte" atrai dinheiro para quem a possui.
Na linguagem vulgar, a pirita é chamada de "ouro do tolo" e sua cor varia de ouro ao latão. Seu nome provém da palavra grega "fogo" porque produz centelhas quando golpeada pelo ferro.
Era utilizada como espelho para despertar impulsos mediúnicos e, por isso, era conhecida como "a pedra da alma mágica". Como ela contém ferro, está associada ao sangue e ao bom funcionamento do corpo. Os índios norte-americanos usavam a pirita como amuleto e, no México, era usada por suas qualidades refletoras isto é; refletia o que as pessoas mais próximas desejavam.
É usada como uma "pedra da sorte", pois atrai o dinheiro para quem a possui. A pirita é recomendada para pessoas que tem a responsabilidade de cuidar da família financeiramente. Também trata da memória fraca e equilibra os fenômenos mediúnicos.

Pérola

Publicado em

Utilização: Símbolo feminino, a pérola pode ser usada para seduzir o sexo masculino.
Ainda não se conhece a origem da palavra "pérola". Ela pode ser derivada de um tipo de molusco, ou uma alusão à sua forma esférica, do latim sphaerula.
Não é possível determinar o período de vida de uma pérola, já que está sujeita a dissecação, produzindo envelhecimento. Tanto um lugar seco ou úmido pode ser prejudicial à pérola. Ela é sensível ao suor, cosméticos, laquê e aos ácidos. No mundo antigo, era usada somente pelas sacerdotisas.
As noivas hindus usavam tradicionalmente a pérola como símbolo oculto de magia sexual. Por causa destas associações com o paganismo, alguns europeus insistiam em dizer que a pérola era um presente azarado e que significaria lágrimas mais tarde.
Na tradição esotérica acredita-se que "se o fio de um colar de pérolas se romper, simboliza a saturação negativa que foi absorvida". A pérola faz parte do grupo de "não-minerais" como o âmbar e o coral.

Pedra-da-lua

Publicado em

Utilização: Atua no corpo sutil dos seres humanos.
Os gregos denominavam a pedra-da-lua como Afroselene, em homenagem as deusas da Lua: Afrodite e Selene. Na Índia, era consagrada aos amantes e na Europa, tinha a fama de conferir poderes proféticos.
A pedra-da-lua tem uma ação repousante e equilibradora tornando, quem a usa, mais consciente dos seus sentimentos. A pesquisadora Julia Lorusso, relata que a pedra-da-lua está relacionada ao planeta (ou satélite) do mesmo nome, atuando com uma ação sutil na relação anímica do homem.
A tendência de todo ser humano é dar valor em excesso às emoções e o contato com a pedra é comparado ao bálsamo refrescante que alivia uma ferida emocional.

Opala

Publicado em

Utilização: "Pedra valiosa", faz com que seu portador tome consciência das suas emoções.
A palavra opala deriva do sânscrito upala e significa "pedra valiosa". Ela contém uma quantidade variável de trinta por cento de água e por isso, pode perder a água com o tempo, podendo secar tornando-se mais opaca. Guardada em um algodão úmido com óleo ou glicerina, é possível retardar a degenerescência.
Conhecida como a pedra da percepção da lua e da água, aumenta a vidência de quem a usa. Na Idade Média, acreditava-se que o portador desta gema ofuscava os olhos dos outros se tornando invisível. Era considerada a pedra das bruxas e dos ladrões; por isso, a opala ficou com uma reputação de má sorte.
O propósito da opala é ter intenção consciente das emoções. Seu uso ajuda no surgimento de uma nova idéia ou favorece a gravidez desejada.

Ônix

Publicado em

Utilização: Ajuda a ter consciência do karma, ou seja, da lei da ação e da reação.
Os indianos e persas usavam o ônix para proteger-se contra o mau-olhado. Esta pedra foi muito usada em camafeus, com a intenção de fortalecer a estrutura óssea, o coração e os olhos.
Como sua cor é escura, está relacionado com as profundezas da terra e sua energia. Na Índia, era lapidado no formato de coração para que, desta maneira, "resfriasse os ardores do amor". A pronúncia correta é ônix e não "onix".
Esta pedra também ajuda a abandonar relacionamentos do passado e superar os problemas financeiros. O ônix mostra que somos regentes do nosso destino.
Ajuda a não sentir medo e ter consciência de que podemos contar com a proteção de Deus e do anjo guardião. Qualquer força negativa é anulada com o uso do ônix, seja como amuleto ou como talismã.

%d blogueiros gostam disto: