Anúncios
Assinatura RSS

Arquivo da tag: Algumas Bruxas Di

As Vertentes da Wicca

Publicado em

Na Wicca, chama-se de Tradições as diversas teorias, práticas e
filosofias das variações antropológicas de culto.

As entidades que praticam essas tradições são chamadas Covens. Os
Covens são unidades de ensinamentos sacerdotais, onde cada qual alí
presente, está sendo preparado para se tornar mais um Sacerdote e dar
início a seu próprio Coven. Outras unidades Wiccanas conhecidas são os
Growes/Famílias/Clãs e os Circulos. Os Growes/Famílias/Clãs são o
conjunto de Covens oriundos de um Coven Original, de onde todos os
sacerdotes das demais filiais provieram. Os círculos são entidades
estabelecidas, não hierarquizadas, onde são dados cursos livres e onde
muitas vezes são celebrados rituais abertos ao público.

Principais Tradições e Vertentes:

Tradição Garderiana

A Wicca Gardneriana é uma Tradição/Religião de Mistérios que é voltada
para o desenvolvimento interior de cada um. É um caminho sacerdotal e
iniciático. É uma Tradição que não aceita ou reconhece auto-iniciações.

Essa Tradição é passada oralmente, incluindo suas leis, procedimentos
e fundamentos, culminando em ritos. Seus iniciados servem aos Deuses
por meio das antigas práticas, sendo guiados por ancestrais, seguindo
um caminho religioso calcado na honra à Deusa e seu Divino Consorte, o
Deus, exercendo o Sacerdócio dos Antigos de acordo com a tradição de
ancestralidade de seu Clã.

Tradição Alexandrina

Tradição Alexandrina é uma tradição wiccana fundada por Alex Sanders
com sua esposa Maxine Snaders que surgiu nas proximidades da
Inglaterra em 1960. É bastante parecido com a tradição Gardneriana. Os
rituais são, geralmente, formais.

Wicca Saxônica

A Wicca Saxônica ou Seax-Wicca foi fundada em 1973, pelo autor
prolífico, Raymond Buckland que era, naquele momento, um Bruxo
Gardneriano. Uma das primeiras tradições precursoras em Bruxos
solitários e o auto-iniciados. Estes dois aspectos fizeram dela um
caminho popular.

Tradicional Britânica

Uma Tradição com uma forte estrutura hierárquica e graus. Os Rituais
estão centrados na Tradição Céltica e Gardneriana.

Wicca céltica

Uma Tradição muito telúrica, com enfoques na natureza, os elementos e
elementais, algumas vezes fadas, plantas, etc. Muitas "Bruxas Verdes"
(Green Witches) e Adeptos do Druidismo seguem este caminho, centrado
no panteão Céltico antigo e em seus Deuses e Deusas.

Tradição Caledoniana (ou caledonni)

Uma tradição que tenta preservar os antigos festivais dos escoceses e
às vezes é chamada de Tradição Hecatina.

Tradição Picta

É uma das manifestações da Bruxaria tipicamente escocesa. Na maioria
das vezes é uma forma solitária da Arte. Seu enfoque prático é
basicamente mágico e possui poucos elementos religiosos e filosóficos.

Tradição Diânica

Algumas Bruxas Diânicas só enfocam seus cultos na Deusa, são muito
politicamente ativas, e feministas. Outras Bruxas Diânicas
simplesmente enfocam seu culto na Deusa como uma forma de compensar os
muitos anos de domínio Patriarcal na Terra. Algumas Bruxas Diânicas
usam este título para denotar que são "as Filhas de Diana", a Deusa
protetora delas. Há Bruxas Diânicas que são tudo isto, algumas que não
são nada disto, e outras que são um misto disto. A Arte Diânica possui
duas filiais distintas:

– Uma filial, fundada no Texas por Morgan McFarland, que dá a
supremacia à Deusa em sua thealogy, mas honra o Deus Cornífero como
seu Consorte Amado e abençoado. Os membros dos Covens dividem-se entre
homens e mulheres. Esta filial é chamada às vezes "Old Dianic" (Velha
Diânica), e há alguns Covens descendentes desta Tradição,
especialmente no Texas. Outros Covens, similares na thealogy mas que
não descendem diretamente da linha de McFarland, e que estão
espalhados por todo EUA.

– A outra filial, chamada às vezes de Feitiçaria Feminista Diânica,
focaliza exclusivamente a Deusa e somente mulheres participam de seus
Covens e grupos. Geralmente seus rituais são livres e não são
hierárquicos, usando a criatividade e o consenso para a realização de
seus rituais. São politicamente um grupo de feministas. Há uma
presença lésbica forte no movimento, embora a maioria de Covens
estejam abertos à mulheres de todas as orientações.

Tradição das Fadas (ou Fairy Wicca)

Há várias facções da Tradição das Fadas. Segundo os membros desta
Tradição, seus ritos e conhecimentos tiveram origem entre os antigos
povos da Europa da Idade do Bronze, que, ao migrarem para as colinas e
altas montanhas devido às guerras e invasões, ficaram conhecidos como
Sides, Pictos, Duendes ou Fadas. Uma bruxa desta Tradição poderia ser
ou trabalhar, mas não necessariamente:

– Com energias da natureza e espíritos da natureza, também conhecidos
como elementais.

– Homossexual. Alguns dos nomes mais famosos desta Tradição são Victor
e Cora Anderson, Tom Delong (Gwydion Penderwyn), Starhawk, etc.

Tradição Hecatina

Uma Tradição de Bruxos que buscam inspiração em Hécate e tentam
reconstruir e modernizar os rituais antigos da adoração a esta Deusa.
É algumas vezes chamadas de Tradição Caledoniana ou Caledoni.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre e site Crículo Sagrado.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: