Anúncios
Assinatura RSS

Arquivo da tag: Deus Sol

Solstício de Inverno

Publicado em

SOLSTÍCIO DE INVERNO (também conhecido como NATAL, RITUAL DE INVERNO, MEIO DO INVERNO E ALBAN ARTHAN) SUL 21 de Junho NORTE 21 de Dezembro É desta data antiga que se originou o Natal Cristão. Nessa época a Deusa dá à Luz o Deus, que é reverenciado como Criança Prometida. Em Yule é tempo de reencontrarmos nossas esperanças, pedindo para que os Deuses rejuvenesçam nossos corações e nos dêem forças para nos libertarmos das coisas antigas e desgastadas. É hora de descobrirmos a criança dentro de nós e renascermos com sua pureza e alegria. Coloque flores e frutos da época no Altar, Se quiser, pode fazer uma árvore enfeitada, pois essa é a antiga tradição Pagã, onde a árvore era sagrada e os meses do ano tinham nome das árvores. Como é a noite mais longa do ano, onde a Deusa é reverenciada como a Mãe da Criança Prometida ou do Deus Sol, que nasceu para trazer Luz ao Mundo. Da mesma forma, apesar de todas as dificuldades, devemos sempre confiar em nossa própria Luz Interior.

Anúncios

Lammas

Publicado em

LAMMAS (também conhecido como LUGHNASADH e PRIMEIRO FESTIVAL DA COLHEITA)

SUL 02 de Fevereiro

NORTE 01 de Agosto

Lughnasadh era tipicamente uma festa agrícola, onde se agradecia pela primeira colheita do ano. Lugh é o Deus Sol, na Mitologia Celta, ele é o maior dos guerreiros, que derrotou os Gigantes, que exigiam Sacrifícios Humanos do povo. A tradição pede que sejam feitos bonecos com espigas de milho ou ramos de trigo representando os Deuses, que nesse festival são chamados de Senhor e Senhora do Milho. Nessa data deve-se agradecer à tudo o que colhemos durante o ano, sejam coisas boas ou más, pois até mesmo os problemas são veículos para a nossa evolução. O outro nome do Sabá é Lammas, que significa “A Massa de Lugh”. Isso se deve ao costume de se colher os primeiros grãos e fazer um pão comunitário, que deve ser consagrado junto com o vinho e repartido dentro do Círculo. O primeiro gole de vinho e o primeiro pedaço de pão devem ser jogados dentro do Caldeirão, para serem queimados junto com os papéis, onde são escritos os agradecimentos, e grãos de cereais. O Boneco representando o Deus do Milho, também é queimado, para nos lembrar de que devemos nos livrar de tudo o que é antigo e desgastado, para que possamos colher uma nova vida.

O Altar é enfeitado com sementes, ramos de Trigo, espigas de Milho e Frutas da época.

%d blogueiros gostam disto: