Anúncios
Assinatura RSS

Arquivo da tag: Elemento Ar

A Consagração aos Elementos da Natureza

Publicado em

Para que o Altar não absorva nenhuma energia negativa, é fundamental reverenciar os objetos que o compõe pelos quatro elementos.

Trace uma cruz imaginária sobre ele com os quatro pontos cardeais. (Norte, Sul, Leste e Oeste).

No Norte ponha Sal.

No Oeste 1 cálice com água

No Leste 1 incenso

No Sul 1 vela.

É importante que as pontas da cruz estejam apontando para a direção certa.

A seguir faça uma prece de agradecimento à todas energias e inicie as consagrações.

Passe Sal, representante do Elemento TERRA, sobre todos objetos dizendo:

“Eu, ( fale o seu nome ), saúdo a Terra, a Natureza, todos os seus Elementos e sua força. Eu agradeço por tudo com que a Terra me presenteia todos os dias de minha vida.
Eu, ( fale o seu nome), peço que a energia da Terra, esteja presente e que me traga coragem estímulo, disciplina, conforto, estabilidade, saúde.
Eu, ( fale o seu nome ), proclamo que esses objetos pertencem a mim, devem responder só a mim, me ajudar e proteger.”

Respingue a Água do cálice, representante do Elemento Água, em todos objetos dizendo:

“Eu, ( fale o seu nome ), saúdo todos os Elementais e as Deusas da Água.
Eu, ( fale o seu nome ), agradeço a Água por toda a água que existe no planeta, pela água que bebo e de que necessito para viver.
Eu, (fale o seu nome), peço ao Elemento Água, intuição, clareza, visão, energia, força mágica
Eu, (fale o seu nome), declaro que todos esses símbolos pertencem a mim e a mais ninguém, que eu os amarei e eles me amarão e servirão de canal.”

Acenda o Incenso, representante do Elemento Ar, espalhe sua fumaça sobre os objetos dizendo:

“Eu, ( fale o seu nome ), saúdo e invoco todos os Elementos e Deuses do Ar.
Eu, ( fale o seu nome ), agradeço ao Elemento Ar, pelo ar que eu respiro, pelos ventos, pela inteligência, pela criatividade, pelas minhas virtudes racionais.
Eu, ( fale o seu nome ), peço ao Elemento Ar, capacidade de raciocínio, clareza de idéias, condição de criar e ser feliz.
Eu, (fale o seu nome) declaro que a partir de agora essas ferramentas mágicas me pertencem e a mais ninguém, e me passarão todas as energias positivas do Elemento Ar.”

Segure a Vela acesa, representante do Elemento Fogo, e repita as seguintes frases:

“Eu, ( fale o seu nome ), saúdo e invoco todos os Elementos e Deuses do Fogo.
Eu, ( fale o seu nome ), peço a intuição sagrada e a energia curativa e criadora do Fogo para a minha vida.
Eu, ( fale o seu nome ), agradeço ao Fogo pela vida.
Eu, (fale o seu nome), declaro que todos esses instrumentos mágicos serão meus, só servirão para os mais nobres fins, e me protegerão e cuidarão de mim enquanto eu viver.”

Por fim faça novamente uma oração de agradecimento, e o Ritual estará encerrado.

“LEMBRE-SE, TODA VEZ QUE QUISER ACRESCENTAR UM OBJETO NOVO AO SEU ALTAR, ANTES DEVERÁ CONSAGRÁ-LO.

Anúncios

Instrumentos de Magia

Publicado em

As ferramentas são Instrumentos importantes e necessários na Arte, usados em Rituais Wicca, tem sua origem perdida no tempo. São importantes focos de concentração, e podem alterar o estado de consciência, por isso devem ser usados corretamente, com o propósito de fazer rituais, invocar deidades, tirar negatividade, ou dirigir a energia através de nosso toque e intenção. Para praticar Wicca você pode pelo menos ter algumas dessas ferramentas. Procure em lugares especializados que você achará essas preciosidades.

Elas enriquecem os rituais e simbolizam energias. Algumas pessoas dizem que devemos usar as ferramentas mágicas até acharmos que elas não nos tem mais utilidade, ou seja, enquanto nos sentirmos confortáveis com elas. Depois de adquirido cada um dos instrumentos, comece a familiarizar-se com eles, descobrindo suas energias e utilidades. É necessário que cada instrumento passe por um ritual de purificação (consagração) antes de ser utilizado. Aqui vai uma lista das principais ferramentas usadas na Arte.

VASSOURA

Bruxas usam vassouras em magias e rituais. É uma ferramenta que simboliza tanto a Deusa quanto o Deus. Talvez pela sua forma, a vassoura se tornou uma poderosa ferramenta contra maldições e práticas de Magia Negra. Se deitada sobre a entrada de uma casa, ela “varre” todos os spells (encanto) que forem jogados na casa ou em alguém que more nela. Se colocada embaixo do travesseiro, ela traz bons sonhos e protege.

As Bruxas européias foram identificadas com a vassoura por causa das falas populares, inventadas pelos perseguidores de Bruxas, que diziam vê-las voando em suas vassouras. Isso é totalmente ridículo, visto que na verdade, a vassoura era usada em danças nos rituais, e por isso, ligada ao ato de voar….

Ainda hoje, a vassoura é muito usada na Arte. Um Wiccaniano deve começar o ritual “varrendo” o local com a Vassoura Mágica. Depois disso, o Altar é construído, as ferramentas são carregadas e o ritual está pronto para começar. Não é necessário que a vassoura toque o chão. Faça apenas os movimentos, visualizando que você está tirando todas as forças negativas que estão naquele local. Ela purifica a área usada para os rituais.

Como é um Instrumento de Purificação, a vassoura é ligada ao Elemento da Água, por isso, é usada em todos os Rituais ligados a Água, assim como Feitiços do Amor e Trabalhos Psíquicos. Algumas Bruxas colecionam vassouras, e mostram exuberantes variedades em seus materiais , fazendo disso um Hobby muito interessante, chegando até a fabricá-las. Se você deseja fazer uma Vassoura Mágica, deve tentar a antiga fórmula: um corpo de resíduo mineral, galhos de vidoeiros e uma atadura de salgueiro. O resíduo mineral é para a proteção, o vidoeiro purifica, e o salgueiro é sagrado para a Deusa. É claro que um galho de qualquer árvore ou arbusto deve servir para substituir a vassoura.

A VARINHA MÁGICA

A varinha é um Instrumento de Invocação. É usado para dirigir a energia, desenhar Símbolos Mágicos ou o Círculo, mexer coisas no Caldeirão, ou até mesmo para invocar um Deus ou uma Deusa. É o Instrumento do Elemento Fogo. A Varinha normalmente é feita de madeira, e há algumas madeiras tradicionais usadas na “fabricação” de uma varinha: Salgueiro, Sabugueiro, Carvalho, Macieira, Pessegueiro, Aveleira, etc…

Quando um Wiccaniano corta um galho de uma árvore, ele agradece à Natureza e pede permissão para a mesma, para retirar o galho. Alguns Wiccanianos cortam o galho na junção da árvore até sua extremidade, mas não é necessário. Qualquer galho forte e reto, serve para se fazer uma varinha. Algumas lojas vendem a varinha já pronta, como pode ser vistas em sites de venda de Instrumentos de Wicca. Alguns livros dizem não haver problemas com uso de uma varinha já pronta, fabricada por outra pessoa. Essas varinhas prontas vendidas em alguns sites são muito bonitas, bem fabricadas e com ótimo acabamento. Não é necessário que você use sempre a mesma varinha pelo resto de sua vida, portanto use uma que você se sinta confortável e só mude de varinha quando você achar que é necessário.

INCENSÓRIO

O incensório é uma base para deixar o incenso queimar. Pode ser comprada ou feita por você mesmo. Não é necessário que o incensório seja bonito, ou cheio de enfeites, varia de acordo com o gosto de cada pessoa.. Ele pode ser simples, ou completo, isso vai depender. Se você não está acessível a nenhum lugar para comprar um incensório, você pode fazer um utilizando-se por exemplo, de uma taça ou copo, uma tigela ou uma concha funda com areia e sal. A areia e o sal absorvem o calor, e evita que possa quebrar-se ou rachar-se.

Os incensos são muito usados em rituais. Quando não se fala na necessidade de utilizar um determinado tipo de incenso, use sua intuição para usar o incenso certo. Nas cerimônias de Magia, o Deus e a Deusa podem ser vistos entre a fumaça feita pelos incensos. Essa fumaça pode ser aspirada, nos deixando relaxados e algumas vezes até em estado de consciência diferente. Quando esses rituais são feitos em lugares fechados, um incensório passa a ser de muita importância, assim como o incenso, porém, em lugares abertos, o incensório pode ser substituído por qualquer outro tipo de chama, já que se pode colocar o incenso diretamente nela. Alguns Wiccanianos ligaram o incenso ao Elemento Ar, e são colocados frente às estátuas ou imagens da Deusa e do Deus.

O CALDEIRÃO

O Caldeirão é provavelmente o Instrumento mais difícil de ser encontrado hoje em dia.

O Caldeirão é visto como um símbolo da Deusa pela Wicca, e manifesta feminilidade e fertilidade. É ligado ao Elemento Água, e simboliza a reencarnação, imortalidade e inspiração. É utilizado para rituais, cozinhar, fazer velas, incensos, etc… O Caldeirão é normalmente feito de ferro e possui três pernas que o segura. Há várias formas e tamanhos de Caldeirões, compre um já com um propósito delineado em sua mente, se você pretende usá-lo apenas para fazer velas e cozinhar opte talvez por um de menor proporção, que será mais fácil de chegar ao ponto de cozimento poupando-lhe tempo, não que um grande não servirá, porém requer maior paciência e fogo mais forte.

Nos rituais de Primavera, o caldeirão pode ser cheio de água fresca e flores, durante o Inverno pode ser acesa uma chama dentro do caldeirão, para simbolizar o retorno do calor e da luz do Sol ( o Deus ) o caldeirão ( a Deusa ).

O ATAME

O Atame é um Instrumento de invocação do Deus e da Deusa. É uma faca de dois gumes com um cabo preto e deve ser usado apenas com propósitos ritualísticos. É o Instrumento do Elemento Ar, e é usado para abrir e fechar o Círculo Mágico, para simbolizar o encontro do Deus com a Deusa ( no caso de, por exemplo, “cortar” a água ou o vinho simbolizando a Deusa, com o Atame que simboliza o Deus ) para canalizar a energia em determinado local, etc…

A espada pode ser também utilizada, já que possui as mesmas propriedades do Atame, porém é mais difícil manuseá-la, e se o ritual for praticado em lugares fechados, poderá haver o problema de espaço, e além do mais o Atame é mais fácil de ser transportado.

O Atame deve ser consagrado no momento em que a Bruxa é iniciada, e deve ser usado apenas por você, e por nenhuma outra pessoa mais. Não deve ser nunca usado para cortar coisas ou fazer desenhos em que seja utilizado sangue. A faca de dois gumes e de cabo branco, também chamada “Bolline”, é a que deve ser utilizada para cortar madeiras, ervas etc…, seu cabo é branco para que se consiga distinguí-la do Atame ritualístico.

AS BOLAS DE CRISTAL

As Bolas de Cristal de Quartzo são um símbolo importante na Magia. Hoje em dia, as Bolas de Cristal ficaram populares, e não é tão difícil de se encontrar, porém preste bastante atenção se você for comprá-la, não deixe que o engane com um Bola de Vidro, que são muito parecidas com as de cristal e bem mais baratas. Pode-se identificar uma Bola de Cristal verdadeira, pelo seu preço, seu peso, temperatura. Essas bolas são usadas nas adivinhações, e um meio de se ver as imagens que nossa mente produz. Em ritual Wiccaniano, a Bola de Cristal, é usada para representar a Deusa, já que na sua forma (esférica) é um símbolo da Deusa, assim como todas as rodas e círculos, e sua temperatura baixa, simboliza a profundeza do Oceano, um domínio da Deusa.

Os Cristais devem ser usados para guardar energia e para receberem mensagens do Deus. Se você tem uma Bola de Cristal, guarde-a com cuidado, além dela ser muito cara, é uma ótima forma de aumentar a energia de um local, e é também muito usada em rituais de Lua Cheia.

O CÁLICE

O Cálice é o Instrumento do Elemento Água e representa a Deusa e a fertilidade. Ele deve ser feito de qualquer material e é usado nos rituais com o propósito de guardar a água ou outra bebida durante os rituais. É com o cálice que se compartilha as bebidas ritualísticas entre irmãos da Arte, e também guarda a bebida oferecida à Deusa e ao Deus.

O PENTAGRAMA

O Pentagrama pode ser feito de qualquer material, e até desenhado em pedaços de pano, ou mesmo no chão. Ele é uma estrela de cinco pontas, e é utilizado em Magia há milênios. Cada ponta representa um Elemento da Natureza, Ar, Fogo, Água e Terra, e a quinta ponta representa o Espírito. Quando é usado em sua forma normal, mostra que o espírito está acima de todos os Elementos, porém, quando está invertido, significa todos os Elementos acima do Espírito, fazendo a forma de um bode. Na Wicca, o Pentagrama é o Instrumento do Elemento Terra e está ligado à Segurança e Proteção. É utilizado para consagrar Instrumentos, Objetos e Amuletos. Muitos Wiccanianos usam o Pentagrama como Amuleto tanto de Proteção, como também de respeito ao Espírito e aos Elementos da Natureza.

BOOK OF SHADOWS

O Livro das Sombras

O Livro das Sobras é um livro que todo Wiccaniano deve ter, e vai servir como um diário para que a(o) Bruxa(o) possa anotar todos os seus passos na magia. É fácil de achar, já que não existem regras para o Livro das Sombras. Qualquer caderno ou agenda com páginas internas brancas deve servir.

No dia-a-dia a(o) Bruxa(o) deve escrever no seu Book, rituais, spells, invocações, ou qualquer coisa que tenha criado com a ajuda da magia. Isso vai ajudá-la(o) para que se consiga ver seu desenvolvimento, assim como guarda muito de cada pessoa. Tudo o que você achar importante deve ser registrado no Book, como uma forma de se guardar seus próprios conhecimentos e descobertas. Algumas Bruxas(os) modernas(os) já se utilizaram do computador como seu Book, é o Disco Rígido das Sombras, mas eu não aconselho, por vários motivos, o primeiro que outras pessoas poderão ler o que você escreveu, outra e a mais importante, é que se você perder os arquivos dificilmente serão recuperados.

O SINO

O Sino é um Instrumento muito antigo na magia. Tocar um Sino, emana vibrações que tem efeitos poderosos devido ao seu volume, tom e material de construção. O Sino, ao contrário do que muitas pessoas pensam, é um Instrumento feminino e é utilizado para Invocar a Deusa em alguns rituais, e dar o sinal de começo ou final de alguns Spells. É também utilizado para afastar Espíritos ruins, assim como Evocar Boas Energias. Algumas pessoas acreditam que colocando um Sino pendurado na porta, este vai proteger e guardar a casa.

TÚNICA

Embora alguns Covens, prefiram trabalhar ” vestidos de céu”, completamente “nus”, existe a opção de usar a Túnica, que é tradicionalmente de cor negra, porque isola as energias negativas, ótimas para serem usadas quando existe contato com grandes multidões ou pessoas negativas, porque impede que a sua energia seja “vampirizada”. Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, a cor negra não tem nenhuma ligação com o mal, muito pelo contrário, ela representa o Útero Universal, do qual nasceu toda a Luz, a Escuridão da Terra de onde germinam as sementes, mas não se deve usar somente a cor negra, nós precisamos da vibração de todas as cores, a não ser que você queira parecer Bruxo(a) ou Esotérico(a), por mero exibicionismo. Trabalhar com a Túnica, deve ser a escolha do Coven, deve-se tomar muito cuidado, para que a nudez absoluta, não atraia somente pessoas mal intencionadas. A nudez deve ser um sinal de pureza, de libertação, de liberação de nossos tabus e medos. É preciso que você tenha um coração puro diante dos Deuses e de nossos semelhantes, e se você ficar inibida(o) pela nudez, tornará o ritual totalmente improdutivo, então se esse for o caso, é melhor usar a Túnica, mas você deverá superar esses bloqueios, eles são frutos de uma moral Judaico-Cristã repressiva, sendo que nós temos que nos apresentar diante dos Deuses, puros, sem hipocrisia.

BURIL

É um ferro usado para gravar nomes sagrados, símbolos em Atames, Espadas, Velas, etc…

VELA

Simboliza o Elemento Fogo. A Vela é o símbolo do seu pedido, enquanto ela queima, leva o seu pedido para se misturar ao divino.

NÃO SE ESQUEÇA QUE TODO OBJETO DEVE SER CONSAGRADO E PURIFICADO, ANTES DE SER UTILIZADO…

Signo de Libra

Publicado em

Símbolo: A Balança
Elemento: Ar
Regente: Vênus
Compatibilidade: Libra, Aquário, Gêmeos e pessoas com a Lua em Libra.
Cor: rosa, verde, azul
Pedras: água marinha, quaartzo rosa, esmeralda

Seu símbolo é a balança que o representa e seu regente é o mesmo de Touro, o planeta Vênus.
Você é um signo do AR, de princípio ativo, tem como palavra-chave a HARMONIA e como principal lema EU EQUILIBRO.
No corpo, Libra representa os rins, apêndice, parte inferior das costas, glândulas supra-renais.
Seu signo complementar é Áries.
Você é muito cooperativo, com quem se pode contar.
É amistoso, persuasivo, amante da paz e das artes, refinado, imparcial, diplomata e sociável. Isso pode levá-lo a ser inconstante, apático, intrigante e buscar a paz a qualquer preço.
Pode ser rabugento, indeciso e desanimar com facilidade.

Signo de Gêmeos

Publicado em

Símbolo: Os Gêmeos
Elemento: Ar
Regente: Mercúrio
Compatibilidade: Gêmeos, Libra, Aquário e pessoas com a Lua em Gêmeos.
Cor: azul, amarelo
Pedras: turquesa, safira, topázio.

Gêmeos é representado pelo algarismo romano II (dois), por causa de sua dualidade, e seu regente é MERCÚRIO, o mensageiro do zodíaco, planeta da comunicação e da inteligência. Você é um signo de AR, de princípio ativo, tem como palavra-chave a VERSATILIDADE e seu impulso astrológico é EU PENSO.
No corpo, Gêmeos representa os pulmões, a clavícula, as mãos e braços, os ombros e o sistema nervoso.
Seu signo complementar é Sagitário.
Você é bastante agradável, muito curioso e adaptável. É expressivo, perspicaz, literário, inventivo e sempre inteligente. Por outro lado, tende a ser bastante inquieto e intrigante, com falta de concentração e de persistência.
Deve evitar ser ingrato e tão estouvado.

Signo de Aquário

Publicado em

Símbolo: O Aguadeiro
Elemento: Ar
Regente: Urano
Compatibilidade: Aquário, Gêmeos, Libra e pessoas com a Lua em Aquário.
Cor: azul cinzento, índigo
Pedras: lápis lazuli, safira

Seu signo vem representado por ondas de água ou ondas de eletricidade, e seu regente é Urano, planeta da tecnologia e do futuro.

Você é um signo do AR, de princípio ativo, tem como palavra-chave a IMAGINAÇÃO e seu lema astrológico é EU SEI.

No corpo, Aquário rege os tornozelos e a circulação e seu signo oposto e complementar é Leão.

Você é independente, inventivo, tolerante, progressista. É também artístico, científico, intelectual, humano e altruísta.

Por outro lado, você é imprevisível e temperamental.
Pode ser frio, ter opiniões fixas demais, ser um pouco excêntrico, radical, rebelde e impessoal.

%d blogueiros gostam disto: